Blog

Espécies de Ora-Pro-Nobis

by in deborah gaiotto, Deborah na Fazenda, Fazenda Maria, Flores Comestíveis, flores que podemos comer, ora-pro-nobis, panc, pancs, pereskia aculeata 28/04/2020

Olá , hoje é dia de falar das ora-pro-nobis. Existem muitas espécies dessa PANC mas hoje vamos falar especificamente de 3, que são as mais conhecidas, encontradas com mais facilidade e claro comestíveis . Mas precisamos nos atentar para a forma correta de consumo.

Das famílias das Cactaceae (Família dos Cactos!)

– Pereskia aculeata

Carne-dos-pobres

Trepadeira perene, muito espinescente. Nativa do Brasil (Sul, Sudeste e Nordeste )

Podemos comer crua e refogada. Refogada podemos ingerir em maior quantidade, crua com mais parcimônia. Podemos comer folhas, flores e frutos. Suas flores são brancas com miolo alaranjado.  Os frutinhos são muito suculentos e espinhudinhos. Retirando as sementes podemos fazer deliciosos pratos com ele. De cor alaranjado, é rico em carotenoides e quando imaturo é fonte de vitamina C. As sementes germinadas viram brotos suculentos e deliciosos.

De textura babentinha ela é aliada dos vegetarianos e veganos, pois suas folhas (flores e frutos também!) são ricas em proteína vegetal (nitrogênio, potássio, cálcio, magnésio, zinco, ferro)

-Pereskia bleo

Ora-pro-nobis-amazônico

Nativa da Floresta ombrófila da América Central

Aqui suas flores são laranjas e os frutinhos são mais ovalados, cortados ao meio lembram um sininho. Cultivada no Norte do país , dá o ano todo na Amazônia. Na Malásia e Panamá é muito usada como hortaliça e também para a prevenção do câncer.

Essa espécie pode sim ser consumida crua. Infusões são feitas para tratar gastrites e diabetes. Refogada ela pode substituir o espinafre. Já esses frutinhos são mais ácidos e recomenda-se usar como doces e compotas.

-Pereskia grandifolia

Nativa do Nordeste, sudeste e Sul do Brasil

Pode ser em forma de arbusto grande ou arvoreta. Suas flores são rosa com o miolo amarelo. Podemos comer tanto as folhas como as flores, mas só depois de branqueamento ou refogadas. Ela possui saponina que é um composto existente no sabão e ingerida crua causa incômodo na garganta. Essa principalmente tem que ser consumida com moderação, não devemos comer diariamente e em doses muito grandes.

Das três espécies eu só provei a primeira (aculetata), que inclusive comercializamos na Fazenda Maria. Estamos em época de frutificação, e colher seus frutinhos já maduros e chupar é uma preciosidade ímpar. Só precisamos tomar muito cuidado com pequenos espinhos (na verdade os Gloquídeos, muito comum nos cactos) que às vezes passam desapercebidos e podemos levar a boca. Eu recomendo ao colher tomar muito cuidado e passar levemente a unha ao redor do fruto globoso para ter certeza que todos os gloquídeos foram retirados.

E depois é só degustar e desfrutar. Bom demais!

– Dicas de uso da folha da ora-pro-nobis:

Refogada e acrescida de ovos mexidos.

Picada e acrescida no feijão. Hummm Essa é sucesso aqui em casa.

Podemos fazer risoto.

Bolo com as folhas da ora-pro-nobis.

Geléia com os frutinhos (é só retirar a semente e bater a polpa que fica e cozinhar com arroz)

Uma linda semana pra vocês!

Beijos floridos

Deborah@fazendamaria.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *